Grita, diz, faz...
Conta-me 25 de Abril
Media

Um novo vírus: a tecnologia

Enviado por
12º, Inês Carvalho, Lara Oliveira, Lara Silva e Roberta Martins - São João da Madeira
Data
11 Fevereiro, 2024

A imagem representada é da autoria de Asier Sanz Nieto, um cartoonista, ilustrador e artista de colagens, desde 2017. Este cartoon foi publicado a 8 de maio de 2019 e intitula-se “I’ve seen things you people wouldn’t believe”, o que significa em português: “Eu vi coisas que as pessoas não acreditariam”.

A ilustração apresenta-nos a inversão de papéis que se observa, nos dias de hoje, em relação ao mundo da robótica e ao humano, salientando o relevo das novas tecnologias.

A imagem divide-se em duas partes: o lado dos humanos e o dos robôs. A respeito da parte dos humanos, temos como cor de destaque o cinzento, que nos remete para um  lado mais triste e sombrio. Deste lado, ainda conseguimos visualizar a cor azul, que é refletida pelos dispositivos móveis que os humanos estão a utilizar. Mesmo o azul sendo uma cor de tranquilidade e de harmonia, neste caso, representa a depressão e a frieza que todos os seres representados sentem.

Para além disso, já nem a cor da roupa das pessoas tem importância, estando todas vestidas de cinzento, o que se relaciona com sentimentos de depressão e de monotonia. Vemos, tanto crianças como adultos, a sofrerem deste vírus que é a tecnologia.

Contudo, o lado dos robôs remete- nos para a alegria, com o visionamento de cores vivas e alegres, irradiando

            um lado que, atualmente, está a desaparecer.

O cartoon dá-nos a ideia de que os androides da imagem estão a viver a vida mais intensamente que os humanos, enquanto que estes desperdiçam a vida,        sendo esta repetitiva e sem cor.

A partir desta imagem, o cartoonista elucida-nos que o mundo está em constante mudança, no entanto, não nos podemos esquecer das atividades lúdicas que tornam a vida mais alegre, das pequenas coisas que exultam os nossos dias. Se não lhes dermos atenção, agarramo-nos ao mundo digital e restringimo-nos a ouvir e a ver o que a tecnologia nos mostra sem questionarmos. Esta dependência tecnológica, infelizmente, espelha a  nossa realidade e atinge todas as idades. Começamos a ver que toda a nossa convivência se limita às novas tecnologias.

Não desprezando a inovação digital, pois é, foi e sempre será uma mais-valia no nosso mundo, temos de saber controlar o contacto e a relação que temos com o mundo virtual, pois, como representado na imagem, o excesso torna-nos seres solitários e antissociais.

INÊS CARVALHO|  LARA OLIVEIRA | LARA SILVA | ROBERTA MARTINS

12.ºA 17 anos

AESL S. João da Madeira

Media

Pequeno conto sobre as redes sociais

Enviado por António, 7º ano, Porto
Media

Digital leader Guilherme

Enviado por Guilherme, Vila Nova de Gaia
Media

Fake news - pesadelo social

Enviado por Tomás Sá, Mariana Martins, 10.º A. Agrupamento de Escolas Dr. Serafim Leite (S. João da Madeira, Aveiro)